Olá visitante

Seja bem vindo ao Blog do Programa Ronda Policial



De segunda a sexta-feira de 13h às 14h ao vivo pela Super Rádio Clube AM 1540 - Ouça em tempo real pela internet

http://www.radioclube1540.com.br/

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Adolescente encontrado no Rio Paraíba foi morto a tiros


Volta Redonda





Delegado Antônio Furtado da DP de Volta Redonda
O delegado titular da 93ª DP, Antônio Furtado, afirmou na tarde de hoje (3) que Lucas Ribeiro Pimentel, de 15 anos, foi morto com dois tiros. O policial disse ter recebido a informação do Instituto Médico Legal (IML), antes mesmo do laudo de necropsia ter sido concluído.

Lucas foi encontrado morto na quinta-feira passada, no Rio Paraíba do Sul. Furtado disse que já registrou até agora o depoimento de 12 pessoas, como parentes da vítima.

- Já tenho algumas pessoas suspeitas sob investigação, a partir dos depoimentos das testemunhas. Certo mesmo, até agora, é que o rapaz foi morto com dois tiros - disse o policial.

Antônio Furtado levantou a hipótese de peixes terem comido os olhos do jovem, já que ele desapareceu na madrugada do dia 22 de junho e só foi encontrado seis dias depois, boiando no Paraíba do Sul. Ele levantou o comentário porque existe a possibilidade de o autor - ou autores - do crime ter furado os olhos da vítima antes de efetuarem os disparos.

- Também estou apurando a hipótese de Lucas ter sido empalado, mas apenas com o resultado do laudo de necropsia essas dúvidas poderão ser sanadas, assim como se os olhos da vítima foram comidos por peixes ou furados durante a execução. Também está sendo apurado se a motivação do crime foi homofobia. Por enquanto, investigo o caso como latrocínio (roubo seguido de morte) - disse Furtado.

A polícia também já apurou que o rapaz estava com aproximadamente 900 reais na madrugada do dia 22 de junho. Segundo testemunhas, Lucas estava na Ilha São João durante uma festa, pagando bebidas e comidas aos amigos dele.

O delegado foi informado de que Lucas teria ido comprar drogas no bairro Vale Verde no mesmo dia e retornou para festa. O policial tenta descobrir a procedência do dinheiro que estava com a vítima.

Segundo Furtado, o menor teria declarado que o dinheiro foi um presente de aniversário oferecido pela mãe, mas Furtado já apurou que Lucas teria mentido para os amigos.

- Ouvi a mãe da vítima e ela negou ter presenteado o filho com uma quantia alta de dinheiro. São muitas as informações a serem checadas. Uma outra testemunha informou que Lucas tinha furtado o dinheiro de um comerciante, que chegou a procurá-lo no dia do show. Pela informação, o menor aliciava jovens para ter relações com esse homem - explicou o policial.

O superintendente de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Cláudio Nascimento, e o coordenador do Centro de Referência da Cidadania LGBT da capital, Almir França, estiveram ontem (2) em Volta Redonda para acompanhar as investigações.

Representantes do Programa Rio Sem Homofobia e Antônio Furtado conversaram com tios, primos e irmãos da vítima. O delegado já pediu as imagens do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp).


Fonte: Diário Vale

Nenhum comentário:

Postar um comentário