Olá visitante

Seja bem vindo ao Blog do Programa Ronda Policial



De segunda a sexta-feira de 13h às 14h ao vivo pela Super Rádio Clube AM 1540 - Ouça em tempo real pela internet

http://www.radioclube1540.com.br/

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Deu confusão


Paraíba do Sul


Homem que matou Sérgio Brum com tiro na cabeça e colocou fogo no corpo da vítima foi preso pela Polícia Civil da 107ª DP




Iter e Jorge dupla agora tá trancadinha
A equipe de Policiais Civis acompanhados do delegado Eliezer Lourenço titular da 107ª DP de Paraíba do Sul com apoio de policiais da 82ª DP de Maricá conseguiram prender ontem (27) no litoral fluminense, Jorge Antonio Ferreira dos Santos – o Jorge Confusão, assassino Sérgio Brum com um tiro na cabeça, crime que chocou a sociedade sul-paraibana.  A cidade onde Confusão estava escondido também é conhecido por suas propriedades rurais – chácaras e grandes fazendas.

Segundo o delegado Eliezer Lourenço essa foi a segundo vez que sua equipe esteve em Maricá no encalço do assassino, em 2011 eles não tiveram êxito em encontrar Jorge Confusão. O titular da 107ª DP disse que dessa vez com o mandado em mão e com a localização do criminoso a operação obteve resultado positivo. Demonstrando um semblante de dever cumprido Eliezer Lourenço disse que ajuda dos colegas da 82ª DP de Maricá foi importante na prisão de Iter dos Santos Ferreira, 34 anos e Jorge Antônio Ferreira dos Santos, 43.

Contra a dupla existem pelo menos seis mandados de prisão, eles são acusados de formação de quadrilha de roubas que agia na região, roubando veículos nas regiões de Maricá e São Gonçalo que eram encaminhados para as cidades do sul-fluminense para serem revendidos.



Entenda o crime



Sérgio Brum executado com crueldade
Numa quinta-feira 11 para sexta-feira, 12 de março de 2010, foi encontrado o corpo de Sérgio da Silva Brum, de 38 anos, carbonizado dentro do porta malas de seu automóvel Corsa, na Estrada de Fagundes próximo ao distrito de Secretário. A partir da pista de que uma mulher e um menor teriam participado, os policiais civis começaram a ouvir alguns suspeitos, pois já investigavam outro crime em que uma mulher havia levado um homem para uma emboscada, onde foi agredido com barra de ferro e assaltado.

Aleir da Silva Lasnor, menor de idade na época do crime teria confessado ter participado da agressão e do assalto, hoje ele ainda está apreendido em uma casa de custódia para menores infratores.

Aleir teria confessado que em parceria com Jorge Confusão, teria armado uma emboscada para Sérgio. Letícia da Silva Carvalho condenada a 30 anos de reclusão na época do crime residia na Rua Mário Avelino de Oliveira, nº 25, Bairro Bela Vista, namorada do menor, se encarregou de levar a vítima para o bairro de Fernandó. Ela conhecia Sérgio há aproximadamente dez anos e sabia que ele estaria com boa quantia em dinheiro cerca de R$ 2 mil. Letícia teria ligado para Sérgio e pedido para socorrer um amigo que estava sem gasolina. Sérgio encheu de gasolina uma garrafa plástica e foi junto com Letícia para uma estrada deserta em Fernandó.

No local eles encontraram o menor em companhia de Jorge Confusão. Letícia teria dito que estaria próximo do tanque do Fiat Uno dirigido pelo menor, quando ouviu um estampido. Em seguida, Jorge Confusão assumiu a direção do Corsa com o corpo de Sérgio na mala, seguido pelo Fiat Uno dirigido pelo menor até a Estrada de Fagundes, onde com a própria gasolina comprada por Sérgio eles atearam fogo no veículo.

Jorge Confusão ficou preso em uma cela provisória da 82ª DP de Maricá onde será transferido para uma carceragem da Polinter no Rio de Janeiro.

Um comentário:

  1. parabns delegado pelo seu trabalho agora falta concluir o crime de maria gabriela e de sua mae maria eunice espoza e filha do sargento luiz viera

    ResponderExcluir